A Prefeitura do Natal, através da Secretaria de Cultura (Secult-Funcarte) vem a público esclarecer a reportagem “Prefeitura de Natal contrata até R$ 720 mil para pagar excessos de bagagem para instrumentos musicais” publicada no Blog de Dinarte Assunção, edição de 9 de abril.

A Secretaria de Cultura de Natal esclarece que o serviço de contratação de excesso de bagagem é uma prática rotineira das administrações públicas que investem na economia criativa como fonte geradora de emprego e renda para a população. Projetos como o Natal em Natal e o Carnaval em Natal movimentaram R$ 111 milhões de outubro a fevereiro, segundo números apontados através de pesquisa da Fecomércio. Assim como o São João de Natal, que teve movimentação financeira inédita na história da cidade.

Os investimentos realizados pela Prefeitura do Natal no Carnaval 2020 geraram um resultado financeiro 55% maior que no ano anterior, prova que a política pública está consolidada e aprovada pela população. O levantamento aponta que natalenses e turistas colocaram em circulação R$ 111,1 milhões durante o Carnaval. Em 2019, essa movimentação foi de R$ 71 milhões. Além disso, houve um aumento também na participação popular. A edição 2020 contou com um público de 631.300 foliões

Importante salientar também que a contratação destacada na reportagem aconteceu antes da pandemia da Covid-19 e dos decretos municipais que destinam recursos e pessoal para combater a proliferação do vírus, onde a Prefeitura do Natal vem tendo papel de destaque nas ações e medidas adotadas.

A contratação também atende as normas do Município através das instâncias de controle e nunca tendo a sua relevância contestada, justamente por sua natureza essencial.

O objetivo primeiro da contratação é de gerar economicidade à administração, considerando que quando da realização de eventos há que se fazer o transporte dos instrumentos musicais e demais itens das bandas e artistas que se apresentaram no Natal em Natal, Carnaval de Natal e dezenas de editais que fomentam emprego e renda na cidade.

A Secretaria de Cultura de Natal se coloca à disposição para qualquer outro esclarecimento.

 

Atenciosamente,

Secult-Funcarte