alunosCerca de dois mil alunos da Rede Municipal de Educação participam das diversas atividades voltadas para o público infanto-juvenil realizadas durante a 3ª edição do Festival Literário de Natal (Flin). O evento acontece no bairro da Ribeira, Zona Leste da capital, até o próximo sábado (07).

Na tarde da quinta-feira (05), aproximadamente 850 estudantes das escolas municipais de Natal, participaram dos espaços de cotação de histórias realizados na tenda principal do evento com Caroline Cantídio. A proposta foi voltada para o incentivo à reciclagem e a preservação da natureza. Com uma apresentação dinâmica e envolvente, Caroline chamou atenção das crianças e adolescentes, e todos interagiram e vibraram com as músicas cantadas na ocasião. A aluna Gabriela de Oliveira, de 10 anos, extremamente empolgada com o dinamismo da palestra, falou que tudo era muito engraçado e divertido. “E bom aprender cantando, não tem como esquecer”, declarou a estudante com um sorriso tímido.

O Flin também atraiu a atenção dos docentes da Rede que participaram do Espaço Professor Leitor com o tema “O que os olhos leem, o coração sente”, mediada pela assessora pedagógica Miriam Dantas da Secretaria Municipal de Educação. O Espaço Professor Leitor contou com a participação das professoras Fátima Mota, Ana Karla Oliveira, Edivânia Moraes, todas ganhadoras do concurso “Escola de Leitores”, além da participação especial do pequeno amante da leitura, Fernando Dázio Cordeiro, aluno da Escola Municipal Professor Joaquim Honório.

O espaço deu oportunidade as professoras falarem um pouco dos projetos de incentivo à leitura desenvolvidos nas escolas, além da influência da leitura na vida de cada uma delas. A professora Ana Karla Oliveira, da Escola Municipal Professor Carlos Bello Moreno falou emocionada da sua participação no Programa Prazer em Ler, desenvolvido pelo Instituto C&A em parceria com a SME e disse “ler é a oportunidade de viajar além do tempo”.

Já durante a manhã desta sexta-feira (06), que começou bastante movimentada e divertida, com a chegada, desde cedo, dos alunos das escolas públicas da capital. Eles seguiram direto para a tenda principal e assistiram três palestras. A primeira foi da dupla de publicitários potiguares Carol Queiroz e Norberto Alves que são os idealizadores do projeto “Elefante Literário”. Na sequência, foi a vez da escritora carioca Patrícia Barboza falar um pouco sobre literatura voltada para o público adolescente. Ela é autora da série de sucesso “As Mais” um grande sucesso do gênero. Além da palestra da escritora Paula Medeiros.

A curiosidade dos estudantes fez o bate papo ficar mais dinâmico e envolvente, com perguntas das mais diversas. Wildemberg Freitas da Silva, de dez anos, aluno da Escola Municipal Professora Zeneide Igino, contou que estava adorando as atividades. “Um festival como esse, é de extrema importância para o nosso aprendizado. Estou gostando de todas as palestras. Aprendendo e me divertindo bastante, realmente é um incentivo à leitura”, declarou.

A prática e o incentivo à leitura é algo que está sendo trabalhado em todas as escolas de Ensino Fundamental e Centros Municipais de Educação Infantil. A professora Lenira Carlos declarou que o que mais a deixou surpresa foi à receptividade dos alunos, desde os menores, até aos mais velhos. “É gratificante ver o envolvimento de todos eles”, afirmou.

O Flin 2015 conta com uma programação bem diversificada para atender o gosto dos diversos tipos de leitores. A programação dessa sexta-feira segue com outras atrações.

Publicado em http://www.natal.rn.gov.br/noticia/ntc-22830.html