timthumb.php

Para comemorar o Dia Nacional do Choro e o aniversário do mestre Pixinguinha, um grupo de músicos tendo à frente o produtor musical Chico Bethoven organizou ampla programação para este sábado, dia 23, no IFRN da Cidade Alta e no Espaço Cultural Ruy Pereira (na lateral do IFRN). O objetivo é também chamar a atenção do público para uma cena musical de instrumentistas e músicos ligados ao choro brasileiro. Rodas de conversa sobre o gênero, debates e oficinas abrem as comemorações a partir das 10h. E de 12h às 22h, haverá shows de choro com artistas potiguares de várias gerações e vertentes.

Os chorões potiguares irão fazer uma grande festa, começando com uma roda de conversa sobre o Choro potiguar e seus personagens, no auditório do IFRN. Haverá participação da Banda de Música do Município de São Gonçalo do Amarante. Depois, no Espaço Cultural Ruy Pereira, começa uma homenagem ao choro com grandes nomes da nossa música.

Gilberto Cabral, Família Pádua, Neemias Lopes, Zé Luiz, Alcione, Deo do Pandeiro, Alexandre Moreira, Gustavo do Cavaco, Roda Laboratório de Choro, Bruno Barros, José Augusto, Larissa Costa, Ana Tomaz, Debinha Ramos, Carlos Zens, grupo Roda de Bambas, Jubileu Filho, Regional Choro do Elefante, Regional Choro da Terra,  Chumbinho e DJ Russo, todos sob a coordenação do produtor cultural Chico Bethoven, da Beju Produções.

Gênero musical genuinamente brasileiro que surgiu em meados do XIX, no Rio de Janeiro, o  “Choro” ou “Chorinho” é considerado a primeira música urbana tipicamente brasileira. Tem sua origem estilística na mistura de ritmos africanos e gêneros europeus.

No Rio Grande do Norte o chorinho é uma tradição. “O choro é um gênero musical presente na formação do músico potiguar. Temos o mestre K-Ximbinho como nossa maior referência, músico nascido  no RN que começou sua formação musical na banda de música de sua cidade e logo se mudou para Natal, sendo considerado um dos grandes nomes brasileiros do gênero”, comentou Chico Bethoven, estudioso do chorinho no Rio Grande do Norte.

“O projeto de sábado tem como principal objetivo valorizar e divulgar os músicos que atuam nesse gênero em nosso estado. Tudo será gratuito, desde as palestras a partir das 10h no IFRN até os shows no Espaço Ruy Pereira”, explica Chico Betoven.

 

Dia Nacional do Choro

Sábado, dia 23, a partir das 10h

Local: IFRN e Espaço Cultural Ruy Pereira

Entrada franca

Produção: Chico Betoven

99407-4678

98825-2105